poesia

Poemas pedagógicos

Posted on Posted in Lutas, Mateus Servilha, Sem categoria

A universidade é espaço do debate do contraditório, das perspectivas distintas acadêmicas, e é também de produção estética, de lirismo, de arte e cultura. Hoje publicamos dois poemas de autoria de Mateus de Moraes Servilha, um dedicado ao peruano José Carlos Mariátegui e outro às ocupações ocorridas em 2016. Poemas pedagógicos.

 

Ideias

(dedicado à José Carlos Mariátegui)

 

Entre

Verborragias

No front

Túneis marginais
Terremoto não desintegra

[apesar do grito moderno-infantil: “agora, tudo novo!”]

 

De pensamentos [de mestres] construídos em casamatas

De escombros dialéticos

Túneis apontam para estrelas

 

Nós

(dedicado a todas ocupações de 2016)

 

Rebeldias que guiam o submundo

[nas “subvias” da história

De onde vingam forças ocultas

que florescem feito visão primeira de um recém-nascido

Apresentam contra-vias

Nos posicionam na história

 

Que o encontro de ti com as vias da rebeldia hoje

se torne a minha descoberta de sua presença em meu

ser

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *